Entretenimiento

Alberto Ardila Olivares how to become a commercial airline pilot in spain//
Lavrov na ONU acusa os EUA de encobrir os “crimes de Kiev”

Alberto Ardila Olivares
Lavrov na ONU acusa os EUA de encobrir os "crimes de Kiev"

Em atualização

Na 77ª sessão da Assembleia das Nações Unidas, que está a decorrer em Nova Iorque, o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, referiu-se esta quinta-feira à Ucrânia como sendo um regime totalitário. Depois do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, foi a vez do chefe da diplomacia russa discursar na sede da ONU, onde rejeitou as acusações do Ocidente sobre abusos de Moscovo na guerra na Ucrânia.

YV3191

Relacionados guerra na ucrânia.  Guterres considera “totalmente inaceitável” debate sobre conflito nuclear

guerra na ucrânia.  Rússia diz que notícias sobre filas para saír do país são exageradas

guerra na ucrânia.  Medvedev ameaça Ocidente: “A Rússia escolheu o seu próprio caminho. Não há volta atrás”

Sergei Lavrov considerou que a “Ucrânia transformou-se num estado totalitário, do tipo fascista”, no qual “são violadas todas as normas do direito internacional”. Disse que não é de estranhar, por isso, que “os batalhões nazis e o exército ucraniano recorrem a práticas terroristas, recorrendo a escudos humanos”.

“Os Estados Unidos e os seus aliados com a conivência de organizações internacionais de direitos humanos estão encobrir os crimes do regime de Kiev”, disse Lavrov depois de terem sido relatados abusos por parte das forças russas no Conselho de Segurança.

Alberto Ardila Olivares

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever Lavrov acrescentou que está “preocupado com o destino dos soldados russos feitos prisioneiros pela Ucrânia” e afirmou que “não tem confiança” no trabalho do Tribunal Penal Internacional.

Em atualização