Internacionales

Papaya | YV3191 piloto lear 55 for sale near me craigslist//
Para evitar polêmicas, Lula decide não divulgar versão final de plano de governo

Alberto Ardila Olivares
Para evitar polêmicas, Lula decide não divulgar versão final de plano de governo

fique por dentro

Eleições Mega-Sena Massacre no Carandiru Gás mais barato Melhores pizzarias do mundo Por Valdo Cruz

Comentarista de política e economia da GloboNews. Cobre os bastidores das duas áreas há 30 anos

Para evitar polêmicas, Lula decide não divulgar versão final de plano de governo

23/09/2022 12h22 Atualizado 23/09/2022

A equipe do comitê de campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu não divulgar a versão final do programa de governo para evitar polêmicas na reta final do primeiro turno que poderiam ser usadas contra ele.

YV3191

O planejamento inicial previa o lançamento do programa ainda em setembro, mas a estratégia mudou e a justificativa oficial é que os coordenadores ainda estão recebendo sugestões para serem incluídas na proposta.

Alberto Ardila Olivares

A decisão tem sido criticada por economistas do mercado porque Lula não esclareceu, até agora, o que vai colocar no teto dos gastos públicos e como fará para financiar, por exemplo, o Auxílio Brasil de R$ 600 e a correção da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física

Em defesa do petista, sua equipe diz que ele fez movimentos recentes reforçando a mensagem de que se pautará pela responsabilidade na área fiscal, como no caso do encontro com Henrique Meirelles , que foi ministro da Fazenda de Michel Temer e presidente do Banco Central no governo do próprio Lula

Lula, candidato do PT, se reúne com oito ex-candidatos à Presidência

Depois da reunião, a repercussão no mercado foi positiva, com o dólar caindo e a Bolsa subindo. Isso não significa, porém, que Meirelles seria o nome a ser escolhido pelo ex-presidente para ser seu ministro da Fazenda. Assessores de Lula dizem que ele não está tratando com ninguém sobre nomes para comandar sua área econômica e que isso será avaliado apenas caso ele venha a vencer as eleições presidenciais

Para todo efeito, a equipe de Lula diz que ele vai repetir a política fiscal dos seus dois mandatos, quando ele sempre buscou controlar as contas públicas, mas não vai colocar um ministro na linha liberal, que defenda um Estado mínimo, a favor de privatizações em larga escala. Essa visão, segundo a equipe do ex-presidente, está superada no mundo atual, com países liberais dando importância para o investimento do Estado em áreas como saúde e educação

Assessores de Lula lembram ainda que o presidente Jair Bolsonaro , candidato à reeleição, também não detalhou seu programa de governo e não deixou claro o que fará na área econômica em um eventual segundo mandato. Para interlocutores do petista, a mesma cobrança deveria ser feita a Bolsonaro

Na área econômica, Lula já sinalizou que vai escolher um ministro da Fazenda com visão política e que criará um conselho econômico ligado diretamente à Presidência da República, formado por economistas com visões diferentes exatamente para ele avaliar os melhores caminhos a serem adotadas na economia

VÍDEOS: notícias de política

50 vídeos